Show de Truman - 1998

Sinopse: Pacato vendedor de seguros, Truman (Jim Carrey) tem sua vida virada de cabeça para baixo quando descobre que é um astro, desde que nasceu, de um show de televisão dedicado a acompanhar todos os passos de sua existência. As relações sociais e afetivas de Truman eram todas falsas. Sua mãe, seu pai, sua esposa, seu amigo eram falsos. Na sua vida e nas suas relações sociais e afetivas, como é possível saber o que é real do que é falso, o que é consistente do que é inconsistente, o que é duradouro do que é temporário? Que critério você utiliza?



Cidade das Sombras - 2009 

Sinopse: Em meio à escuridão foi criada a cidade de Ember, uma cópia imperfeita, caricata do que fora um dia a humanidade. Um simulacro do passado. Tal como em Platão, os cidadãos tomam o simulacro como a realidade. Toda a memória do passado foi perdida, sobrando apenas reminiscências (a caixa com as instruções para retornar à superfície e um livro escondido pelo prefeito corrupto com a história da cidade). Tudo foi perdido, assim como em Platão que julga a humanidade igualmente prisioneira na caverna do mundo das aparências sensíveis, restando à Filosofia o trabalho de relembrar às conexões perdidas com o mundo das Ideias. 



V de Vingança - 2006

Sinopse Em uma Inglaterra do futuro, onde está em vigor um regime totalitário, vive Evey Hammond (Natalie Portman). Ela é salva de uma situação de vida ou morte por um homem mascarado, conhecido apenas pelo codinome V (Hugo Weaving), que é extremamente carismático e habilidoso na arte do combate e da destruição. Ao convocar seus compatriotas a se rebelar contra a tirania e a opressão do governo inglês, V provoca uma verdadeira revolução. Enquanto Evey tenta saber mais sobre o passado de V, ela termina por descobrir quem é e seu papel no plano de seu salvador para trazer liberdade e justiça ao país.

 

A Vila - 2004

Sinopse: O filme trata da realidade imposta às pessoas, da manipulação de poucos sobre a maioria, do isolamento, e também, por outro lado, do descontentamento com a sociedade e da vontade humana de evadir para um "mundo" sem dor, sem problemas e sofrimento. Um ponto importante é o uso do medo como artifício para a manutenção de uma sociedade. Isso é uma questão antropológica, já que mitos e lendas são usados desde os primórdios da humanidade. 

 



Quanto vale ou é por quilo? - 2005

Sinopse: “Mais vale pobres na mão do que pobres roubando” é o slogan do filme. O trabalho de inclusão social praticado pela iniciativa privada é duramente criticado, pois o fim que tal iniciativa, aparentemente, visa sanar, a saber a igualdade social, é barrada pela própria lógica estrutural do sistema. O mercado opera com a pobreza e a exclusão. A grande questão é que a democracia é o sistema político vivido no Brasil porque é o sistema do consumo, aquele que favorece melhor o liberalismo econômico. A “inércia social” que está no filme retrata que a história brasileira não muda, ela está estática, barrada, bloqueada de transformação.